O preocupante Relatório sobre Mudanças Climáticas do IPCC

Semana passada, dia 9 de agosto, o Intergovernamental Panel about Climate Changes (IPCC), ou Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (em português), órgão da ONU, divulgou o seu Relatório Sobre Mudanças Climáticas, e as conclusões do estudo não são nenhum pouco boas.

Suas mais de 3.500 páginas escritas por mais de 200 cientistas ao redor do mundo podem ser resumidas com poucas e brutais palavras: os efeitos das ações humanas sobre o clima são irreversíveis, e devemos tomar medidas drásticas numa tentativa de minimizar o inevitável. António Guterres, secretário-geral da ONU, afirmou que o relatório é um “código vermelho para a humanidade”.

A principal causa disso, segundo o estudo, são as emissões descontroladas de gases do efeito estufa pelos humanos. Um dos principais deles em relação à quantidade presente na atmosfera, o dióxido de carbono, tem atualmente sua concentração maior do que foi nos últimos 2 milhões de anos na Terra. Processos industriais e de geração de energia a partir de combustíveis fósseis são os que mais contribuem para esse dado. Isso tudo faz com que o aquecimento global fique cada vez mais intenso. Como foi apontado pelo estudo, essa alta velocidade com que a temperatura média da Terra está aumentando está adiantando um aumento de 1,5º C até 2040, o que já pode trazer consequências sérias.

Ondas de calor, aumento do número de queimadas, registros maiores de inundações e aumento do nível do mar são somente alguns dos problemas que já estão ocorrendo. Basta olharmos para as temperaturas que chegaram a 50º C na costa oeste do Canadá e EUA, para os incêndios no Norte e Centro-oeste do Brasil (Amazônia e Pantanal), na Grécia e na Turquia e para as inundações na Alemanha e na China. Todos esses eventos são decorrentes das mudanças climáticas, e causaram destruição e/ou diversas mortes humanas e animais.


Portanto, esse é um desafio da humanidade, e cada um deve estar disposto a ajudar da forma como pode para resolver esse problema, mesmo que ele demande grandes esforços para ser minimizado, pois juntos somos mais fortes.



16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo