Desperdício de alimento no Brasil

Atualizado: 14 de mar. de 2021

Todos os anos, toneladas e toneladas de alimento são produzidos no Brasil, sendo que uma parte é exportada para outros países e outra é distribuída para os diversos pontos de venda nacionais.

Muitos consumidores, independentemente de suas condições financeira, fazem suas compras mensais em mercados e feiras de acordo com a demanda da família, ou é isso o que era para ser esperado, pois, infelizmente, diversas famílias brasileiras desperdiçam grande quantidade de alimentos diariamente.

Isso se deve, geralmente, a comidas que sobram em festas, churrascos e outros eventos organizados por famílias ou por comidas que ficam na geladeira por dias e que depois acabam sendo descartadas, visto que muitos não gostam de comida "requentada". Também contribuem para o desperdício os alimentos que estragam por terem passado do prazo de validade, seja ainda nas prateleiras ou já nas casas dos consumidores.



Porém, não são somente os consumidores que desperdiçam, mas os vendedores também. Um exemplo bem famoso deve ser de conhecimento geral, aquelas diversas barracas coloridas montadas em ruas em certos dias da semana. Sim, as feiras, em todo o Brasil, desperdiçam toneladas de alimento em seus dias de funcionamento, muito por causa do que não é vendido no dia e que não pode ser armazenado novamente para ser vendido posteriormente.



Uma pesquisa feita há alguns anos atrás pela Fundação Getúlio Vargas com 700 famílias brasileiras trouxe dados alarmantes: cada brasileiro joga, em média, cerca de 41 quilogramas de comida fora anualmente. Considerando a população brasileira de mais de 210 milhões de habitante, fica claro perceber que milhões de toneladas de alimento são descartados por ano, somente no Brasil.

Com tantas pessoas que passam fome, não só no Brasil, mas no mundo todo, isso se configura como uma ação totalmente irresponsável e que não enxerga a necessidade do próximo.

Por isso, evite ao máximo o desperdício de alimentos com ações básicas que podem ser feitas por você: não exagere na quantidade de comida em reuniões com família e amigos, compre somente o necessário, pois, nesse caso, faltar é melhor que sobrar; cozinhe o necessário para ser comido no dia se você não gosta de comida "requentada"; preste a devida atenção à data de validade dos alimentos.

Lembre-se: a fome, principalmente nos países mais pobres, é um dos principais problemas enfrentados em diversas partes do mundo atualmente.



13 visualizações0 comentário